“Você é legal, mas não quero nada sério”

woman-sad

Não é só porque eu caço sarna para me coçar… Mas às vezes algumas coisas me acontecem, me batem na cara e não sei se é para que eu acorde ou se é apenas uma agressão gratuita, como tantas outras.

Houve uma fase em minha vida em que queria sair por aí sem rumo, em que estava achando legal conhecer outras pessoas, me divertir, mas era apenas um lado meu que desejava isso, havia uma parte muito maior em mim que queria se apaixonar, se encantar, pretensiosamente amar.

Acreditei que poderia ser possível agir com as duas partes de mim, mas não… Era preciso escolher… Demorei um tempo para entender isso.

Há alguns dias, fiz o que tanta gente já fez e ainda faz, fui bisbilhotar uma das redes sociais de uma pessoa que já me disse tantas vezes que não queria mais se relacionar nessa vida. Saímos por uns três meses, estava apaixonada, menos do que acreditava que estivesse, mas estava. Ele se afastou primeiro, mas mesmo que aquilo machucasse, acreditei que era o melhor. Ele me disse certa vez “não sou um cara para você”.

Na tal rede social ele parece ter mudado de ideia, parece ter conhecido a mina perfeita (para ele), até vejo nela algumas semelhanças físicas comigo, mas ela é do time das “pra namorar” e eu como não sou boa em time nenhum sobrei a ponto de me encaixar no time das que são muito legais, mas não para namorar sério.

Se eu disser isso a um amigo, ele me dirá que não existe pessoa para namorar e para não namorar. E realmente não acredito piamente nisso, acredito apenas que tentei caminhar com duas partes distintas de mim mesma por um tempo, que tentei agir com essas duas vertentes diferentes e impossíveis de habitar num mesmo espaço.

Eu não me respeitei, não me ouvi, não tirei um tempo para sentir sobre mim mesma. Fui confundindo diversão com poesia e acabei perdida. Estou tentando me encontrar, tentando essa reconciliação comigo.

Pensei bem sobre isso e só acho que cada ser humano tem uma sina, tem um trajeto a seguir… O meu talvez seja um pouco mais espinhoso do que da maioria, mas não teria coragem de trocar esse caminho por alguma facilidade. Você teria coragem de trocar a sua sina? Você seria capaz de fazer tudo, inclusive, se perder, apenas para se encaixar nos sonhos de alguém que nunca te conheceu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: