Não seja levado pela vida

A gente escuta por aí que a vida não tem roteiros, que é preciso deixar a vida nos levar como na música, e por muitos anos, eu usava essas expressões, ainda que implicitamente, como desculpa para me maltratar. Em uma tentativa (com sucesso) de me auto ferir.

Em um dia que não sei ao certo, me vi de maneira diferente no reflexo do espelho, me enxerguei como alguém, como uma alma a vagar no mundo, que tem um propósito como todas as almas. Entendi que precisava me cercar de proteção, me armar de escudos, precisava existir um roteiro e era eu quem precisava levar a vida e não o contrário.

Entendi que na minha vida, só há um lugar de protagonismo, só existe um papel a ser executado. Já doeu muito, mas muito mesmo —, a minha resistência ao meu lugar na minha própria vida — mas uma hora, no tempo certo, essa consciência chegou e como nada é em vão, acredito que essa experiência possa valer a outras almas por aí.

Fazia tempo que eu não sentia vontade de escrever algo, assim, que desaguasse do peito com uma urgência repleta de significados. Confesso: às vezes, escrevo como que em bilhetes que preciso reencontrar ao longo da vida, é como aqueles avisos para não se esquecer enquanto existir.

Hoje, compreendo que a minha vida precisa de rédeas e que só eu posso fazer isso. Entendo que preciso de estratégias se quiser avançar em meus propósitos nesse mundo. Não é tudo jogado, ao léu, sem eira, nem beira. É tudo muito importante, muito certeiro, essa minha alma não é ‘coisa’, precisa de cuidado, da minha proteção.

Que isso te faça refletir, como esses bilhetes que se pregam na geladeira ou como esses recados que se deixam nos murais. Sua alma é importante. Sua vida é importante, seus sentimentos são importantes, seus propósitos são importantes… É sua responsabilidade ter essa consciência e entender que a partir disso, é preciso bolar as suas estratégias de guerra, para proteger a sua alma e os seus sonhos, para conseguir avançar em segurança.

Não é tudo ao deus-dará como a gente acha em algum momento que é. Às vezes a vida é doida, mas tudo tem hora, são pequenos instantes, são fases que se entrelaçam. Se não cuidar de si, da sua alma, dos seus sonhos, quem o fará?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: