Chuva Torrencial

Lá fora chove a cântaros. Chuva pesada. Quando era criança essas chuvas torrenciais me causavam espanto e ao mesmo tempo de encantavam. Tinha medo de fantasmas, mas também sabia que seres iluminados poderiam aparecer. O portal estava aberto.

Agora sou adulta, a chuva torrencial já não me assusta ou encanta. O que teria acontecido? Quem se importa com as chuvas torrenciais? Estão todos tão envolvidos com as próprias e terríveis tempestades… Não se surpreendem.

Quero que os fantasmas ressuscitem, quero a possibilidade de salvação pelos seres iluminados. Não quero que as minhas tolas tempestades me tirem o assombro das tempestades reais, dessas chuvas torrenciais loucas, que lavam a alma, levam cacos embora e trazem alguma paz.

Que se danem as minhas tempestades, quero a chuva torrencial. O caos seguido pela absoluta paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: