EU NUNCA VOU ME ADAPTAR

*Texto originalmente publicado em 2016, no Barasa Plutônica Na contramão sigo porque é o melhor caminho. Por que preciso pensar como querem que eu pense? Por que preciso me render ao que o gênero ao qual pertenço dita sobre o meu comportamento? Por que preciso me render a um gênero? Por que preciso me inspirar … Continue lendo EU NUNCA VOU ME ADAPTAR